Fábio Cherem garante apoio à proposta da Comissão dos Excedentes do Concurso da Polícia Militar #convocaçãoexcedentes

pmmg

Na quarta-feira, 12 de julho, a Comissão de Candidatos Excedentes de Curso de Habilitação de Oficiais da Polícia Militar de Minas Gerais 2017 (CHO- PMMG 2017) reuniu-se com o Deputado Estadual Fábio Cherem na Assembleia Legislativa de Minas Gerais para tratar sobre a convocação dos candidatos excedentes ao Concurso CHO 2017 ( Descobrir nome).

Durante a reunião, os interessados apresentaram linhas de ações possíveis para alinhar a proposta de reestruturar o Cinturão de Segurança e de fortalecer as Fronteiras do Estado à agenda institucional do 2121Governo de Minas Gerais e ao Plano Plurianual de Ação Governamental – PPAG, o qual define qual será o escopo de atuação do Estado. Uma delas é a promoção os destacamentos localizados nas regiões de fronteiras de Minas Gerais a pelotões, e consequentemente, recrutar mais profissionais, tornando possível a convocação dos excedentes do concurso

Para a Sargenta Sheila Mendes, representante da comissão, é um dever do Estado priorizar a situação dos profissionais bem como a segurança das áreas limítrofes do território. “Atualmente, Minas Gerais tem 137 municípios que fazem divisa com os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Goiás, Distrito Federal e Mato Grosso do Sul e precisam de reforços. Além disso, o próprio Plano de Gestão Governamental define que escopo de atuação do Estado deverá estabelecer uma lógica pautada no reconhecimento de setores carentes da sociedade como a Segurança Pública.” reiterou.

Fábio Cherem solidarizou-se à causa e prometeu apoio ao grupo, comprometendo-se em empenhar esforços para sensibilizar o Comando da Polícia Militar de Minas Gerais e o Governo do Estado a atenderem à demanda. “Este é um momento importante para conciliarmos a demanda da classe e as necessidades da população mineira ao escopo de atuação do governo. Por isso, comprometi-me em levar o pedido aos responsáveis no âmbito do executivo. O legislativo deve sempre atuar no sentido de auxiliar as instituições que asseguram os direitos básicos dos cidadãos” pontuou o deputado.

       

Deixe seu comentário