Fábio Cherem discute com a direção da Magneti Marelli a ampliação da capacidade energética da empresa

Foto: O Deputado Fábio Cherem, o prefeito José Cherem, o diretor industrial da Magneti Marelli em Lavras, Luiz Mosca (à direita na foto) e demais integrantes da diretoria da empresa em Lavras.

Foto: O Deputado Fábio Cherem, o prefeito José Cherem, o diretor industrial da Magneti Marelli em Lavras, Luiz Mosca (à direita na foto) e demais integrantes da diretoria da empresa em Lavras.

Deputado Fábio Cherem participou na tarde desta segunda-feira, dia 21, juntamente com o prefeito José Cherem, de uma reunião de trabalho na sede da Magneti Marelli/Cofap, em Lavras. Participaram do encontro, o Diretor Industrial da planta na cidade, Luiz Mosca, e integrantes da diretoria.

Na pauta da reunião, a necessidade de ampliação da carga energética da Magneti Marelli junto à Cemig para que a empresa possa atender à demanda dos novos serviços, como o recém instalado sistema de pintura eletroforese da fábrica, o mesmo utilizado pelas montadoras de automóveis na pintura de carrocerias dos veículos, onde foram investidos R$ 10 milhões.

O Deputado Fábio Cherem se comprometeu em interceder junto à direção da Cemig, numa ação conjunta com o prefeito José Cherem, para viabilizar uma readequação da capacidade energética pretendida pela Magneti Marelli, o que irá refletir diretamente na melhoria da capacidade de produção e na gestão operacional da planta em Lavras. “Estamos aqui hoje para entender a demanda atual na questão energética da Magneti Marelli e dar uma solução para a questão junto à Cemig. Da mesma forma, o prefeito José Cherem, que mantém uma estreita relação com a atual direção da companhia energética do Estado, também estará trabalhando para atender a mais esse compromisso nosso com o fomento às empresas aqui localizadas, sempre com o foco na geração de mais emprego e renda para a população”, destacou o deputado Fabio Cherem.

Ressocialização

Ainda na pauta da reunião, o diretor Luiz Mosca deu detalhes do programa que está sendo formatado junto do Poder Judiciário local e da própria Prefeitura Municipal que prevê a utilização de mão da obra de detentos em cumprimento de suas penas do Presídio de Lavras para a realização de serviços específicos da Magneti Marelli dentro da própria unidade prisional, onde a empresa está construindo uma infraestrutura adequada para atender ao programa, além da utilização de um segundo imóvel destinado para este fim no Distrito Industrial. O projeto deverá atender algo em torno de 25 detentos.

       

Deixe seu comentário